Quedas do Iguaçu: segundo sobrevivente cumprirá prisão domiciliar

PUBLICIDADE

A exemplo do que ocorreu com o militante Henrique Pratti, o sobrevivente da emboscada em Quedas do Iguaçu, Pedro Francelino, teve a prisão preventiva convertida em prisão domiciliar.

A Vara Criminal de Quedas do Iguaçu acatou o pedido da defesa de Pedro de que não haveria condições de que ele se recuperasse dos ferimentos na 15ª Subdivisão Policial de Cascavel. Ele estava internado no Hospital São Lucas desde o dia 7 de abril, dia da emboscada.

“É certo que, pelo delineado nos autos, seria inviável que Pedro pudesse se recuperar de forma adequada”. dentro do aparato estatal. Assim, considerando os limites constitucionais de imposição da medida cautelar, é necessária sua alteração”, decidiu a juíza Paula Chedid Magalhães.

Ela acrescenta.

“Considerando a impossibilidade de custódia salubre, entendo que PEDRO faz jus à substituição da prisão preventiva pela prisão domiciliar, nos termos do art. 318, II, do Código de Processo Penal, estando tais requisitos amplamente demonstrados pelos documentos médicos supramencionados.

Veja abaixo os principais trechos da decisão.

 

pedro111

 

pedro12

 

pedro

pedro1

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *