Projeto de lei proíbe que Uber chegue a Cascavel

PUBLICIDADE

 

Os carros pretos do Uber nem chegaram em Cascavel mas já estão deixando os taxistas preocupados por aqui. Tanto é que um projeto de lei já tramita na Câmara de Vereadores para tentar proibir a atividade do aplicativo por aqui.

Rui Capelão (PMDB) é o vereador proponente. O projeto proíbe o cadastramento de carros particulares para o aplicativo de carona remunerada e também associação de empresas para trazer o Uber em Cascavel.

De um lado, o serviço de qualidade que o Uber oferece, com carros melhores, mais facilidade de pagamento e conforto. Um serviço melhor que o oferecido pelos taxistas. De outro, a legislação que concedeu aos taxistas a concessão para explorar esse tipo de serviço, que é remunerado e gera impostos.

A terceira é a competitividade que bate a porta. O Uber enxergou nas falhas dos táxis uma oportunidade.

Capelão justifica a sua intenção de proibir o aplicativo em Cascavel com a falta de regulamentação legal da atividade.

“No que tange ao uso de aplicativos para a oferta de transporte remunerado em carros particulares, ressaltamos que essa é uma atividade privativa dos profissionais taxistas, portadores de certificação específica para exercer a profissão, emitida pelo órgão competente”.

A justificativa fala ainda em proteção dos taxistas e evitar o que o vereador chama de “veículos clandestinos”.

“Visando proteger e o sistema e os profissionais do setor, ambos definidos e reconhecidos em Lei, apresentados essa propositura para evitar a chegada de serviços em nossa cidade que possam colocar em risco os usuário, e criar novos subterfúgios para a atuação de profissionais e veículos clandestinos”.

O projeto ainda precisa ser lido e aprovado pelas comissões internas da Câmara. Isso deve acontecer após o retorno do recesso parlamentar.

O que é o Uber?

uber

O Uber é um aplicativo criado por uma empresa da Califórnia, nos Estados Unidos, que coloca os usuários em contato direto com os automóveis de passageiros com condutor.

Concorrente direto dos táxis, já é utilizado em vários países e começou a ganhar mais força no Brasil ano passado.

No Paraná, já chegou a Curitiba. Funciona na capital desde março deste ano e, assim como em São Paulo, a resistência dos taxistas provocou alguns ataques violentos aos motoristas do Uber.

Já em abril, sete motoristas do Uber foram agredidos ou ameaçados por taxistas.

 

Leia a íntegra do projeto.

 

2 comments

  1. Pelo jeito que os taxistas prestam servico em Cascavel deveria entrar os Uber. Hoje um para me levar da rodoviaria até o Martignoni Beer na madrugada cobrou R$ 12 e quando fui pagar com R$ 50 me deu a maior bronca que deveria ter o dinheiro trocado para náo levar os trocos dele.. É o fim.

    Reply
  2. Não é a toa que chamam Cascavel de fazenda iluminada.O Uber veio para resolver um problema de transporte urbano.Vergonha é legalizarem o moto-taxi que só serve para encher os hospitais de acidentados.Esse vereador é uma verdadeira piada.Ultrapassado.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *