Edgar Bueno manda abrir sindicância contra diretora da escola Gládis Tibola

PUBLICIDADE

 

A coragem da professora Ana Paula Koren de dar a cara à tapa em defesa da Escola Municipal Professora Gládis Maria Tibola está lhe custando caro.

Não bastasse os problemas e a luta para manter a escola no terreno no Loteamento Curitiba – onde prefeitura e Estado querem construir a “Cadeia Cidadã” – ela agora vai enfrentar uma sindicância.

O procedimento já foi aberto pela prefeitura e tem como um dos elementos principais uma entrevista polêmica concedida pela professora à Catve. Palavras que poucas pessoas já tiveram coragem de dizer publicamente.

“Eu não quero nem saber o que vão pensar de mim por estar falando isso, mas com certeza deve ter muita grana envolvida nessa história”, educadora faz desabafo sobre a situação da Escola Municipal Gladis Maria Tibola em Cascavel. A diretora ficou indignada com a decisão do poder público, assista o que ela falou em entrevista à CATVE. http://catve.com/noticia/6/133660/

Posted by Catve.tv on Quarta, 18 de novembro de 2015

 

“Se eu tivesse pensando em beneficio próprio, ou algo particular, estamos falando da comunidade, do povo, que óbvio que não é prioridade dessa administração. Eu não quero nem saber o que vão pensar de mim por estar falando isso, mas com certeza deve ter muita grana envolvida nessa história pois nem o secretário de Educação sabia. O prefeito simplesmente brota na frente da televisão e faz o que ele quer. Um grande sítio e ele o dono comandando o gado dele”, disse a professora.

Ao blog, Ana Paula Koren comentou a atitude da administração.

“Penso que realmente é uma das únicas maneiras de repreender alguém nesse contexto, apesar de estar representando toda uma comunidade, sou eu a funcionária pública que pode receber sanções diretas. Não penso que faltei com a verdade, mas cada um tem sua forma particular de compreender as coisas. Um compromisso havia sido firmado com a comunidade”.

Negociações

A comunidade escolar segue buscando apoio para manter o terreno no Loteamento Curitiba sendo a sede da escola. Novas mobilizações estão marcadas mas até agora nada de conseguirem marcar uma reunião com o prefeito.

“Foi realizada a tentativa de marcar uma audiência com o Prefeito através do telefone diretamente com sua secretaria Ingrid, ainda não houve resposta”, disse a diretora.

Na Câmara de Vereadores, foi liberado o uso da tribuna do povo na sessão da próxima terça-feira (1°) e a comunidade recebeu o apoio do Conselho Municipal de Educação.

“Hoje [ontem] estive em reunião com o Conselho Municipal de Educação, que se uniu a causa”.

Neste sábado (28) haverá mais um protesto, organizado pelo Facebook. Será das 9h às 12h.

“No sábado estaremos realizando uma panfletagem no Calçadão, entregando uma Carta aberta a sociedade, faixas, pinturas de carros, e abaixo assinado”.

8 comments

  1. Marisa Ceolin Marquetti
    27 de novembro de 2015 at 11:54

    Parabéns Ana Paula, você é poderosa, mais no sentido de poder que te compete que é a capacidade de fazer as coisas. Quando você vai pra mídia em defesa da escola publica, gratuita e de qualidade ta fazendo politica que é a capacidade de decidir quais coisas precisam ser feitas,não em causa própria mais na defesa da Instituição escolar Gladis Tibolla. O prefeito Edgar Bueno pela sua experiencia devia ter chamado você e toda a comunidade para o debate e não agir de forma arbitraria. Ter coragem temos que ter pra enfrentar a inverdade, não a verdade como está fazendo
    Eu me referencio diante do ato de cidadania que deixa pra todos nós Cascavelenses em prol das crianças desse estabelecimento que estão aguardando e sonhando com a sua escola, isso é digno de uma guerreira, que se chama Ana Paula Korem, abraços.

    Reply
  2. Cascavel é uma terra de bandoleiros! Essa gentinha que detém o poder pensa que ainda estamos na década de 60. Não me espantaria se resolvessem uma situação como essa “na bala”. É bem a cara desse crápula fazer isso. Ele – juntamente de quase todos os líderes políticos nacionais – não ligam para a educação. Prova disse, aqui em cvel, foram os desvios de verba dos uniformes (alguém lembra?) para financiar a campanha do “ilustre” André Bueno, que foi favorável a Beto Hittler para “sacar” o fundo de previdência dos professores! Que coronelismo, meu Deus!

    Reply
  3. Muitos prefeitos estão fazendo isso. Se sentindo donos e que ninguém pode com eles. Imitam o governador que faz o que quer o não é punido. Parece que o governador autorizou desmandos contra o povo.

    Reply
  4. Seu Edgar deveria se preocupar em construir a escola…é só pegar um pouquinho da comissão sobre os emprestimos do BID que sobra muita grana ainda

    Reply
  5. Ela falou como cidadã e, é bom lembrar, como eleitora. Q venha a Sindicância, mas acho q deve-se aproveitar as mobilizações para apoiar a posição da Ana Koren, de modo q o procedimento administrativo pelo qual ela passará NÃO seja usado para coibir mais ainda a atitude dos colegas dela. Político sabe q baixa popularidade significa votos perdidos, inclusive para seu candidato substituto.

    Reply
  6. Parabéns, Ana. Não deixe de defender o seus e os nossos direitos, por favor. Não deve ser fácil lutar contra os corruptos e poderosos, mas ainda acredito na pressão popular. Os políticos temem isso.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *