Ibema: Prefeitura exonera três servidores envolvidos em desvios na Saúde

PUBLICIDADE

O prefeito de Ibema, Paulo Pauwelz, exonerou três servidores municipais, ocupantes de cargos em confiança, pelo suposto envolvimento em crime de desvio de recursos públicos da Secretaria Municipal de Saúde.

Trata-se de Nesia dos Santos (assistente administrativa da Secretaria de Saúde), Valdir Roberto Scheifer (secretário de Administração e Finanças) e Eunice Vieira de Lara Americano (secretária de Saúde).

De acordo com o prefeito, o processo administrativo instaurado para averiguar denúncias de irregularidades na aquisição de medicamentos observou todos os princípios do contraditório e da ampla defesa.

Os três servidores foram presos em flagrante na madrugada do dia 13 de julho deste ano pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), juntamente com o prefeito afastado Antonio Borges Rabel.

A situação política de Rabel, por sua vez, continua indefinida: vence no próximo dia 9 de dezembro o prazo para a Câmara julgar seu pedido de cassação.

Além da suspeita de fraude em licitações envolvendo os servidores, segundo as investigações do Gaeco, três empresas forneciam medicamentos com data de validade vencida e entregavam medicamentos em quantidade menor do que os contratados.

As investigações apontam ainda que, no esquema investigado, Eunice recebia propina e ainda revendia os medicamentos vencidos para farmácias da cidade.

Desde 2013, calcula-se que o grupo tenha desviado mais de R$ 1 milhão de recursos públicos. A exoneração foi assinada na última sexta-feira (20). Tanto o Gaeco quanto o MP (Ministério Público) receberão cópia dos decretos de exoneração nesta segunda-feira (23).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *