Um sábio estrangeiro na Câmara de Cascavel

PUBLICIDADE

Luís Pascual Cumella

Luís Pascual Cumella: o vereador espanhol de Cascavel

 

Alceu A. Sperança – escritor alceusperanca@ig.com.br

O ensino superior só começou em Cascavel na década de 1970, ainda precariamente, com uma faculdade municipal – a Fecivel (hoje, Unioeste). Os doutores e especialistas eram raríssimos na região até essa época. Mais raros ainda eram estrangeiros envolvidos com política na região de fronteira em plena ditadura. E raridade das raridades, ser estrangeiro, político e de quebra por um partido de oposição: o então MDB, que reunia todas as forças políticas progressistas do Brasil, do centro à esquerda. O espanhol Luís Pascual Cumella foi, em Cascavel, essa raríssima exceção.

Eleito para a Câmara Municipal de Cascavel com 536 votos, Cumella teve com companheiros de bancada o professor Walmor Beux, a médica Elisa Simioni, o comerciante e futuro prefeito Pedro Muffato e o mais polêmico vereador de toda a história – Horalino Bilibio.

Luís Pascual nasceu em Barcelona, em 23 de setembro de 1927, filho de Luís Pascual e Josefa de Pascual. Formado em Química pela Faculdade de Buenos Aires, viveu mais de dez anos na região Oeste, tendo casado com Aglaé Sbaraini, filha de pioneiros oestinos, com quem teve quatro filhos: Alexandre (falecido), Adriana, Estêvão e Pascual. Fundou em março de 1969 a indústria de compensados e laminados Brasplac, transferida em 1984 à Industrial Madeireira do Paraná (Imapar)

Ele foi um dos vereadores participantes dos esforços para a conquista do ensino superior e teve participação destacada na formação da comunidade automobilística. Foi um dos 85 primeiros associados à empresa que construiu e administrou o Autódromo, participando também da direção do empreendimento, ao lado de Zilmar Beux, Nélson Menegatti, Danilo Scanagatta e José Baldo.

Pode-se também dizer que a Associação Comercial e Industrial de Cascavel (Acic) nos anos 1960 era um feudo dos automobilistas: a diretoria da Acic eleita em 20 de maio de 1965 era formada na cúpula pelo presidente Nélson Emílio Menegatti e seus vice-presidentes, Luís Pascual Cumella e Zilmar Beux.

Quando o Automóvel Clube de Cascavel foi criado, em 14 de novembro de 1966, sob a Presidência do promotor João Batista Cobbe, Cumella era o diretor de Patrimônio, numa diretoria também formada por Adelar Bertolucci (vice-presidente), Alcedino Munaro (tesoureiro) e Remy Pagnoncelli (diretor técnico).

Não foi por caso, assim, que Luís Pascual Cumella tenha sido o inventor da prova Cascavel de Ouro. “Além de idealizador, Cumella ficou também responsável pela organização da prova. Para amenizar a poeira que os carros faziam subir, ele ficou encarregado de espalhar, com a ajuda de um caminhão-pipa, água por todo o circuito” (José Augusto Seide, Cascavel de Ouro, saindo do amadorismo, revista Memória do Esporte Automobilismo 2007, FAG).

A história de Cumella no automobilismo foi narrada no livro comemorativo Cascavel em Alta Velocidade – 50 Anos de Automobilismo, do Projeto Livrai-Nos! “Hoje se percebe que não havia nenhuma estrutura. Era tudo improvisado. Não tínhamos noção da velocidade, dos acidentes que poderiam acarretar. E o pó era terrível. Usávamos caminhões-pipa para molhar a pista, óleo queimado, mas nada adiantava. Depois do segundo carro ninguém enxergava nada. Parecia uma corrida de boiadeiro” (Luís Pascual Cumella, depoimento a Clóvis Grelak).

Em 14 de novembro de 1969, quando foi criada a Delegacia Regional da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep),  Cumella também fez parte da diretoria, mais uma vez com Menegatti, além de Arlindo DaIl’Pízol, Evandro Fatori, Pedro Boaretto Neto, Horalino Bilibio e Dércio Galafassi. Luís Pascual Cumella, com todas essas atividades, garantiu um lugar destacado na história de Cascavel quando expirou, em 28 de julho de 2007.

Leia mais sobre a História e a Geografia de Cascavel no e-book Memórias Cascavelenses Livro I.

http://livrai-noscascavel.blogspot.com.br/2015/06/memorias-cascavelenses-livro-i.html

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *