Gugu Bueno rebate: “MP não tem prova de que conversei sobre o relatório do Paulo Bebber

PUBLICIDADE

O presidente da Câmara, Gugu Bueno (PR), também se defende da acusação feita pelo MP (Ministério Público) e diz que não há provas de seu envolvimento no relatório para livrar o vereador Paulo Bebber da cassação.

Gugu critica o promotor, chama as acusações de uma obra de ficção.

“Recebi a denúncia com surpresa. É uma peça de ficção fundada em suposições. Não tem fundamento nenhum me denunciar porque eu participei de uma reunião em que, supostamente, conversamos sobre o relatório”.

Ele diz que participou de centenas de reuniões com João Paulo e Jaime Vasatta por conta da CPI da Saúde, da qual, os três eram integrantes.

Inclusive, sobre a reunião no dia 20 de junho do ano passado na Câmara, Gugu Bueno diz que o teor foi a CPI da Saúde e não o relatório da cassação de Bebber. Ele confirma a conversa entre ele e João Paulo interceptada e diz que o nome de Rui Capelão foi citado porque havia um conflito interno entre os integrantes da Comissão Processante.

Gugu Bueno também reclama de não ter sido chamado pelo MP prestar esclarecimentos.

Ouça a entrevista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *