Gládis Tibola: Mobilizada, comunidade protesta na Feirinha e coleta assinaturas

PUBLICIDADE

 

 

 

A comunidade escolar contra a entrega do terreno a Escola Municipal Gládis Tibola ao Estado está mobilizada e hoje (22) um pequeno ato foi realizado na Feirinha do Pequeno Produtor. O Município quer demolir o prédio da escola para retirar o cadeião do local onde está, ao lado do Colégio Wilson Joffre.

Com cartazes, alunos, professores e pais foram até a feira para mostrar a população as intenções do Município de destruir o prédio da escola sem dialogar com a comunidade afetada.

Um abaixo-assinado está sendo feito e algumas assinaturas já foram recolhidas.

De acordo com a diretora da escola, Ana Paula Koren, foram coletadas aproximadamente 200 assinaturas no primeiro dia e a população está solidária à luta à comunidade.

“Muitas pessoas estão sabendo do problema e são bem solidárias a nossa causa, ficam revoltadas”.

A falta de diálogo e de consideração do prefeito Edgar Bueno (PDT) com as crianças, pais e professores da Gládis Tibola é o que mais revolta.

“Sabemos que o prefeito não precisa nos pedir autorização mas é necessário que as pessoas entendam que tipo de administração se tem. É bonito colocar só no discurso que é uma gestão democrática”, alerta Ana Koren.

Ela questiona sobre que tipo de resposta o prefeito esperava da comunidade escolar tomando uma decisão sem diálogo.

“Que reação ele espera do povo? Que fosse algo simplesmente consentido? O prefeito está a nosso serviço e eu como diretora não estou a serviço, mas a serviço da população. Esperávamos que ele nos procurasse para discutir o assunto, seja por respeito ou mesmo por consideração mas ele não dá exemplo nos seus atos”.

Agenda de mobilização

A mobilização continuará ao longo da semana. Na terça-feira (24) haverá uma panfletagem na frente da escola. Também estão programados panelaços, audiências com vereadores, com o prefeito e com o secretário de Educação e um abraço ao prédio da escola.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *