Deputado Adelino emplaca filho em cargo na Sanepar

PUBLICIDADE

 

 

O “divórcio” do deputado estadual Adelino Ribeiro (PSL) com o governador Beto Richa após as votações de abril deste ano chegou ao fim. O representante da zona norte de Cascavel na Assembleia Legislativa, o homem pobre que veio de baixo, agora tem poder de indicação em cargos no governo.

Prova disso é que o parlamentar emplacou o filho em um alto cargo na Sanepar. As pessoas mudam ou se revelam?

Gustavo Ribeiro foi nomeado como Gestor do Comitê do Rio São José, mesmo sem ter formação na área ambiental.

O rapaz de 26 anos e recém-casado – conforme seu perfil social – não respondeu o blog até o fechamento da matéria, já o pai, deu admitiu a nomeação e até sua indicação.

Segundo Adelino, o cargo na Sanepar é coisa antiga mas o mês de abril estremeceu a relação e adiou a indicação.

“Eu já tinha um cargo na Sanepar mas não indiquei antes porque o governo fechou as portas por causa da nossa votação no caso dos professores”.

As intenções do deputado são bem claras: inserir Gustavo no meio político, quiçá, para que ele seja candidato.

“Quero inserir ele no meio político para que no futuro ele seja candidato”.

Para isso, Adelino seu poder nomeando o rebento em um cargo do Estado.

A assessoria de imprensa da Sanepar também confirmou por email a nomeação de Gustavo.

“O Gustavo Ribeiro foi contratado como Gestor do Comitê do Rio São José – O trabalho é feito em cooperação entre a Unioeste, Coopavel e Sanepar”.

O salário pago a Gustavo não foi informado pela assessoria, sob a alegação de que não pode informar os valores recebidos pelos servidores. O rapaz foi questionado pelo blog mas ainda não respondeu a reportagem até o fechamento da matéria.

 

O que é o Comitê Gestor

 

O diretor da Sanepar, Renato Bueno, explicou o trabalho do Comitê Gestor do Rio São José. Uma proposta interessante que tem como objetivo desenvolver ações em torno da Bacia do Rio São Francisco, que será o próximo a abastecer Cascavel.

O Comitê vai reunir representantes de diversas secretarias do Estado, Unioeste, iniciativa privada, como a Coopavel.

Entre as atividades desse grupo está, segundo o Renato, o cadastramento da área da bacia hidrográfica, análise dos córregos, minas que precisam ser recuperadas, análise da mata ciliar.

Paralelo aos trabalhos do Comitê, já está em andamento a licitação para a obra de captação das águas do Rio São José.

Com o uso das águas do Rio Cascavel chegando ao limite da vazão permitida,  Sanepar precisa buscar outros rios para abastecer a cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *