Anedotas eleitorais: O tucano do bico verde

PUBLICIDADE

Uma nova espécie de ave pode estar sendo criada em Cascavel. O tucano do bico verde.

Na ciranda do salve-se quem puder, dois partidos quem se dizem de candidatura própria a prefeito de Cascavel deram as mãos para ensaiar a toada.

As cúpulas do PV e o PSDB reuniram neste domingo (17). Na foto dá para ver entre os os tucanos Maurício Theodoro (atual vice-prefeito), o vereador Claudio Gaiteiro; o médico Miroslau Bailak, o ex-vereador Antonio Carlos Baratter. Entre os Verdes, a presidente do PV, Marlise da Cruz, Renato Silva.

WhatsApp-Image-20160717

Ninguém bateu martelo mas ao longo do fim de semana, decisões foram tomadas, comentam-se.

Contrariando algumas projeções – até uma que fiz para o jornal 360 Horas – Marlise da Cruz desistiu de ser candidata à prefeita deixando a missão para o empresário Renato Silva (PV). Voltou-se como era há alguns meses. Há uma pressão em torno do empresário para que decida logo, no máximo até o dia 30.

É que ele aparece com mais de 10 pontos em algumas pesquisas, um percentual que não dá para jogar fora.

Essa reunião com o PSDB soa “surpreendente” do ponto de vista que algumas pessoas já afirmavam que o PV já tinha retornado a coligação com o PSC, após a ‘trágica’ separação.

Agora é esperar se o tucano do bico verde vai nascer ou vai morrer na casca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *